O



Vulgo :
n substantivo masculino

a classe popular da sociedade; plebe, povo


Famílias

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Vinte e cinco de dezembro, antiga comemoração pagã da chegada do verão... ou então o natal... família reunida para trocar presentes, se esbaldar na comida e fazer a roda do consumismo girar , mas não é este o motivo do post.

  Se perguntarmos a cada 100 pessoas o que a palavra “família” representa para tal, 99 delas (se não todas) responderiam algo como: "minha razão de viver", "tudo", "minha fortaleza" ... mas para mim família nada mais é que um conjunto de pessoas que por razões de aleatoriedade nasceram numa mesma árvore genealógica , só...

Desde pequenos somos "forçados" a gostarmos dos familiares,  gostar da família passou a ser uma obrigação imposta por conceitos sociais predeterminados , dizer que a família não representa nada virou sinônimo de desleixo, de arrogância, de mal humor ou piores... sim, eu gosto de minha família , mas não pelo fato de ser minha família... não sou obrigado a gostar do filho do meu tio apenas por ser filho dele, gosto pelas mesmas razões as quais gosto de meus amigos, amo meus pais não por terem me posto no mundo mas por cuidarem de mim, se importarem comigo, assim digo para meus tios, avós e etc... não gosto deles por razões aleatórias e sim pelo que eles são... talvez fique difícil a compreensão de algo ao qual sempre ouvimos o contrário... talvez achem que sou desnaturado com meus familiares ou louco... mas digo , louco é aquele que se força a gostar daquilo que realmente não gosta por questões ultrapassadas, abram a mente...

4 comentários:

Txatxismantiskiana disse...

Ótimo! Concordo plenamente com o que foi dito, não sei se já falamos sobre o assunto, mas você verbalizou exatamente o que penso.

Rafinha disse...

cara, realmente isso o que vc disse é verdade. Se um pai te bate pakas sem razão tu vai ter que gostar dele só pq é seu pai???

http://contestacaosocial.blogspot.com

Luiza disse...

É vc tem que amar seus pais pq a igreja diz e vc sabe das grandes influencias da igreja...
E o que a família se esquece é que os filhos que nascem não são criados para ela e sim para a sociedade... Esse é um ideal anarquista, portanto que a igreja condena...

t++

Luiza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
 
by Templates para novo blogger