O



Vulgo :
n substantivo masculino

a classe popular da sociedade; plebe, povo


Obamamania.

domingo, 31 de maio de 2009

   Yes, we can: diz milhares de cartazes, pixações, bonecos, bandeiras, bonés, camisetas, broches, canecas, canetas e milhares de outros produtos criados pela onda "obamamania", o mais novo presidente americano foi eleito com a promessa de não só resolver todas as tolices causadas por Bush, como também para enfrentar mais uma crise do capitalismo, prometendo... na verdade... nada muito diferente, quem acompanhou os debates presidenciais sabe que no fundo ambas as propostas eram ambiguias e pouco diretas e até certo ponto muito parecidas, Obama era o mais liberal (assim como todo democrata é mais liberal perto de um repúblicano) e McCain o mais conservador, mas ambos prometiam mudanças em relação ao governo Bush (ninguem seria idiota o suficiente para apoiar a política de Bush) mas no fundo ambos eram bem identicos, Obama o dito pacifista é contra a guerra no Iraque mas a favor do aumento de forças no Afeganistão... pacifista ou um bom estratégico militar ? ambos são conservadores, acreditam nas mesmas instituições como a família e a religião... acreditam em símbolos como o amor à bandeira americana (tanto que ambas as campanhas tinham como cores as cores da bandeira americana). 

   Mas se a politica de ambos eram tão parecidos porque Obama conseguiu a vitória de forma tão diferente ? criando tal mania que extrapolou a geografia americana ? Na verdade, ao meu ver, a Obamamania não foi um efeito da eleição e sim sua causa.
   Talvez por fatores históricos, como a colonização quase homogênia de puritanos, ou talvez por uma real "alienação" nacional, afinal, o EUA é o berço de todo o capitalismo e pragmatismo moderno regado ao materialismo, creio que seja tal alienação, incapacidade de re
lacionar alguns fatos ou até mesmo proibição de relacionar alguns fatos (resticios da guerra fria), incentivado por uma mídia praticamente homogênea e um ufanismo irracional, que tendem a fazer os estadunidenses a pensarem de forma quase homogênea.
   Admitindo que a democracia Americana é uma democracia competitiva, ou seja, é a competição entre os cargos politicos que cria a democracia (e não a vontade de fazer o bem), 
é de se esperar que um candidato a presidente fale justamente aquilo que seu eleitorado quer ouvir, afinal ele quer ser eleito, mas se a população é homogênea, o eleitorado de a
mbos é o mesmo, se espera então que ambos os candidatos digam a mesma coisa... então como ser "querido" entre o eleitorado ? se suas propostas (visando a eleição) são praticamente as mesmas ? Apelando para a iamgem pessoal, é fazendo uma boa imagem, frases fortes "Yes ! We Can !", usar imagens legais da família, do cachorro e discursos teatrais... parece familiar ?  
   A imagem de Obama não foi exaltada por ser o presidente do EUA e sim justamente o contrário, quem teria uma melhor imagem ? um velho com cara de conservador para mudar o estado ou um jovem negro e inovador presidente (ainda que conservador) para mudar o estado ?
aparentemente parece idiotice, para nós brasileiros, termos como boneco o Lula ou uma Dilma, mas para os americanos isso não só é essencial como é uma das únicas saídas para ter o apoio
popular, já que os dois únicos partidos realmente fortes para se ganhar uma eleição são tão parecidos.


   

4 comentários:

Luiza disse...

Obama presidente...líder com poder nas mãos dado por um povo que como vc disse vota pela imagem já que as propostas são as mesmas

nao deixa de ser apavorante, ainda que com a aparência de jovem revolucionário...

pedrinho.pereira disse...

Belíssimo texto!!

Acho um pouco cedo para avaliar o governo dele, mais é quase que certeza que não mudará muita coisa em relação ao que McCain faria, o que muda é a imagem que ele passa mesmo, um jovem político negro com traços revolucionários, isso cativa a população com a ideia de que ele resolverá tudo com seu jeito de bom rapaz.

Jair disse...

Nossa muito bom o texto, desculpe estar postando um pouco atrasado, concordo que as proposta eram muito parecidas, porem um Presidente Negro e descedência islâmica ser votado nos EUA ou é o inicio de um novo povo norte americano, ou eles conseguem mentir bem :P, aconteceu isso com o John kennedy, votaram nele pois era o mais "bunito", e o candidato que tinha a família mais estruturada, após sua morte descobriram que sua família não era tão estruturada assim.
a próposito o irmão dele que pode ser comparado com o ACM morreu esses dias, vamos dar um Viva ahahaha

Pedro Bueno de Melo Serrano disse...

parabéns pelo blog, Vinícius!

 
by Templates para novo blogger